Início Notícias Uma decisão por amor contra a Proteção Civil nos fogos de Mação

Uma decisão por amor contra a Proteção Civil nos fogos de Mação

Uma mulher de 80 anos recusou-se a deixar o marido sozinho, depois de a Proteção Civil lhe dizer: "Não há bombeiros quase nenhuns".

1123
0
PARTILHE
Proteção Civil
Proteção Civil

Bem-vinda(o) ao “1001 Top Vídeos”! Os melhores vídeos de Portugal!

Uma decisão por amor contra a Proteção Civil nos fogos de Mação Vídeo de: Observador

Os bombeiros portugueses travam uma longa batalha com as chamas desde domingo no centro do país. Dois incêndios, um no concelho da Sertã, Castelo Branco, que se propagou a Proença-a-Nova e a Mação (distrito de Santarém), e um outro que começou no concelho de Castelo Branco e que já passou para o concelho de Vila Velha de Ródão.

Aldeias cercadas, estradas cortadas, um cenário “assustador”. Vasco Estrela, presidente da Câmara de Mação, queixa-se da falta de meios no combate às chamas e no apoio às populações. O autarca refere que a distribuição de meios no terreno não tem sido a mais eficaz.

“A situação é dramática, é dramático, é assustador o que está acontecer no nosso concelho”, refere o presidente da Câmara, que confirma ainda que várias habitações já foram atingidas pelas chamas.

De acordo com a Proteção Civil, a área ardida este ano em Portugal é já a maior da última década. Até 24 de julho arderam mais de 75 mil hectares, o equivalente a 75 mil campos de futebol. Estas contas, que não contam com o avanço vertiginoso das chamas em Mação, resultam da soma de quase oito mil incêndios florestais desde o início do ano, uma média muito acima dos últimos 12 anos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here