Início Curiosidades Descoberto autêntico Tesouro Subterrâneo

Descoberto autêntico Tesouro Subterrâneo

É um autêntico Tesouro Subterrâneo e quem sabe, talvez a mais bela gruta do país! A Gruta do Frade é a maior descoberta dos espeleólogos Sesimbrenses.

17565
0
PARTILHE
Tesouro Subterrâneo
Tesouro Subterrâneo

Bem-vinda(o) ao “1001 Top Vídeos”! Os melhores vídeos de Portugal!

Descoberto autêntico Tesouro Subterrâneo Vídeo de: TeamSpeleo

Grutas de Portugal

Uma vinda ao Centro de Portugal é tocar o céu no topo das montanhas mais altas do nosso país, mas também o desvendar os mais belos mistérios de um mundo subterrâneo construído pela natureza, ao longo de milhares de anos.

O centro do território português é marcado por uma geomorfologia que propicia a formação de grutas e que preserva fósseis do Paleolítico e do Jurássico.

Debaixo de solo espera-nos todo um Mundo novo formado por salas esculpidas ao longo de milhares de anos e lagos cristalinos.

Na região de Leiria, Rio Maior e Tomar conheça algumas das maravilhas de Portugal

A maioria das grutas desta região concentram-se no Maciço Calcário Estremenho – ou seja, no Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros, no Planalto de Santo António e no Planalto de São Mamede.

As grutas mais conhecidas da região de Leiria, Rio Maior e Tomar são as Grutas de Mira d’Aire, consideradas uma das sete maravilhas naturais de Portugal pela sua beleza ímpar. As salas, algares, galerias e lagos sucedem-se num labirinto que se estende por onze quilómetros, dos quais 600 metros são visitáveis. Neste momento, são as maiores grutas turísticas em todo o território nacional.

Não muito longe, encontramos o complexo das Grutas de Santo António, que estão ligadas entre si. Formaram-se aproximadamente há 180 milhões de anos, quando os dinossauros povoavam a terra e caminhavam livremente pela Serra de Aire.

Ainda dentro do Parque Natural, encontramos as Grutas de Algar da Pena, que possuem a maior sala subterrânea conhecida em Portugal e um poço com 35 metros de profundidade.

Tal como as Grutas de Mira d’Aire, as Grutas de Algar da Pena foram candidatas às sete Maravilhas Naturais de Portugal.

É já fora do Parque, em São Mamede, e a escassos quilómetros de Fátima, que chegamos às Grutas da Moeda. A parte visitável das grutas inclui várias salas, galerias e o Lago da Felicidade, prolonga-se por 350 metros e fica aproximadamente a 45 metros de profundidade.

Também já fora do parque, na localidade de Lapas (a dois quilómetros de Torres Vedras), pode visitar as Grutas das Lapas. Esta formação labiríntica de corredores e salas espaçosas é a inspiração de dezenas de mitos, contos e lendas – quem sabe se não descobre a famosa passagem entre as grutas e o castelo?

Óbidos é mais do que a cidade do chocolate

O planalto de Cesaredas ocupa áreas nos concelhos de Bombarral, Óbidos e Peniche. Trata-se de uma outra formação calcária do período Jurássico, do qual sobrevivem alguns fósseis. A maior gruta do planalto é a Gruta da Casa da Moura (em Cesareda, Óbidos), que terá sido ocupada esporadicamente por hominídeos durante o Paleolítico superior. Contudo, era sobretudo uma toca para mamíferos, especialmente para lobos. Possivelmente foram usadas como necrópole no Neolítico, tendo sido já encontradas algumas ossadas.

Coimbra, a cidade do doutores e não só

As Grutas de Algarinho e Talismã (em Penela, Coimbra) situam-se a sul da nascente do Rio Dueça. Numa cavidade escondida entre a vegetação, espera-nos uma gruta com 2500 metros em que as estalagmites e estalactites calcárias se misturam com pedra vermelha argilosa. Este é o maior sistema subterrâneo de Portugal e as suas cores quentes transportam qualquer um para uma viagem inesquecível.

Ponha o seu melhor chapéu de explorador e venha ao Centro de Portugal para uma aventura ao centro da Terra.
_

Mais vistos da semana

Mais recentes

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here