Início Música ANDRÉ RIEU Ballade pour Adeline

ANDRÉ RIEU Ballade pour Adeline

Extraordinário e belo momento com André Rieu: Ballade pour Adeline

3984
0
André Rieu
André Rieu

Bem-vinda(o) ao “1001 Top Vídeos”! Os melhores vídeos de Portugal!

ANDRÉ RIEU Ballade pour Adeline Vídeo de: André Rieu

ANDRÉ RIEU

André Léon Marie Nicolas Rieu (Maastricht, Países Baixos, 1 de Outubro de 1949) é um violinista, regente e empresário holandês. Ativo desde 1978, André Rieu é essencialmente orientado para uma forma de música easy listening, com um repertório baseado em peças de música ligeira e valsas vienenses muito conhecidas do público e fortemente ancoradas na memória popular.

A sua Maastricht Salon Orchestra, depois renomeada Johann Strauss Orchestra, é também a base de um lucrativo negócio que emprega uma centena de pessoas e fatura anualmente dezenas de milhões de euros, provenientes de discos e turnês.

Conhecido como o “Embaixador das valsas”, divide o topo das paradas da Alemanha, França e Holanda com grandes nomes da música pop. Além disso, suas performances valeram-lhe os melhores postos das paradas clássicas da Billboard, dez milhões de discos vendidos e uma carreira de sucesso em mais de trinta países.

Pertencente a uma família de origem francesa, André Rieu cresceu ouvindo música erudita: sinfonias, música de câmara e óperas. André Rieu nasceu em 1 de Outubro de 1949 na cidade de Maastricht (Holanda), onde viviam seus pais e duas irmãs, desde a mudança de Amesterdão. Seu pai, André Rieu Sr., foi regente da Orquestra Sinfónica de Limburg, na época ainda chamada de Orquestra Sinfónica de Maastricht e da Opera em Leipzig, fez dos seis filhos músicos.

Seu pai morreu em 1992 devido a um acidente vascular cerebral que o deixou paralisado, André, entretanto, já desde os cinco anos, começara a ter aulas de violino, mas foi só quando tocou a sua primeira valsa, enquanto estudante no conservatório, que a paixão pela música surgiu.

Em 1967, depois de deixar a escola secundária, André Rieu continua a estudar violino no Conservatório de Liège e mais tarde no Conservatório de Maastricht até 1973. Entre os seus professores estavam Jude e Jo Herman Krebbers. Em 1974 junta-se ao corpo de músicos do Conservatório Real de Bruxelas, onde teve aulas com o professor André Gertier.

Concluiu s seus estudos em 1977 e recebeu a distinção do “Premier Prix”, e para os concluir neste mesmo ano ele foi para a Academia de Música de Bruxelas. Aí desenvolve uma maior ligação, mais afetiva, com a música de salão e, especialmente, a valsa.

Mais vistos da semana

Mais recentes

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.